AaBb1БДЖ2ΦΩφω3ĞğŞş4ŤťŢţ home: Aquele ontem

September 15, 2011

Aquele ontem

Os pés no mural parecem formigas mudas. Um pé segura o brinquedo quebrado. Dessa vez ninguém chegará. Ao mesmo tempo um alivio e outro desespero. As noites de insônia transmitem cuidado cuidado cuidado. Cedinho aparereceram seres gosmentos. Tentamos matá-lo. Cibele gritou e salvou o meu quarto. No entanto, ontem. Eu preciso dizer: ontem iniciou-se um broto, um muito, um rapto, um enlevo, ave de rapina. Meu pai cantou mistérios sempre há de pintar por ai.

No comments: