June 29, 2011

sem título

ainda estamos juntos
ainda estamos aqui
eu esqueci o caderno azul mas acompanharei os aplausos do quase
quase ainda
quase neuroses
quase quandos furados, lembra?
quase tédio ou humor
quase dentes
quase citações
quase autoficção
quase meio-dia
quase chegou
quase um amor
quase quadrúpulos de prazer
quase quadros de ratos molhados
quase já é tanto
quase já é muito pesado
quase existe na lembrança de um futuro ou naquele multipassado esfacelado
ainda estamos aqui
ainda estamos juntos
finalizaremos os projetos os anseios os troubles
(minha mão emudecida reconhece gosmas de previsões e agramaticalidades)

2 comments:

Mônica Santana said...

Amo a ti e sua poesia, meu anjo. Quantas saudades.

Paula Lice said...

Eu quase choro, quase morro, quase me pinico. Eu é que pergunto: como não amar Saulo?