AaBb1БДЖ2ΦΩφω3ĞğŞş4ŤťŢţ home: toque

February 08, 2010

toque

não tem saida
(muitas direções)
é steven com seus grandes olhos azuis
é nadja de turbante lilás entre alice e janis joplin
burlamos hierarquias
é amizade
paula abrindo portas
nilson se divertindo na sala
é corda vermelha e improvisos
decroux editando minha teogonia
rico recortado entre devaneios
é meu sonho e suicidio e vaidade e extravagância é muito
está em London-Sampa-Salvador-Ariri-Alfa 202
é um caminho sem volta
é esse jeito de ser
não quer ser amado
quer música
não precisa de aplausos
não tem nada em ordem
não está debruçado sobre a cama
é a cama desarrumada
não quer perfeição
está cansado 
não quer ser entendido pelos entedidos
é becket dançando nas tripas de Artaud
e brech?
é mime
é corpo
é luta
é entrópico
se refaz
se pensa
se ilude
se contradiz
se altera
se trai
é imagem confessional
é escrita poesia
não curte simetrias 
não deseja a vida assim como ela é
não quer sentar no sofá ou sei lá casos sérios
não quer nada
quer o olho do amante
quer linhas e texturas e orgias
quer caetano e picasso e bijuterias
me quer e as cambalhotas
quer os meninos do vagapara
quer ponta do pé
quer dormir depois de trepar
eu dizendo não-sim-não-sim-sim-maybe
quer desjeito
quer Van Gogh com Vidal
não quer conflito ou causalidade ou respeito ou ou ou
quer amar só
eu quero amar (toque)
o teatro quer amar quem quer amar