AaBb1БДЖ2ΦΩφω3ĞğŞş4ŤťŢţ home: recusa do dia e da poesia

March 28, 2008

recusa do dia e da poesia

eu volto a dormir
ou
fico olhando o chão entre goles do tea olhando teto entre planos diabólicos eu reclamo do frio eu lembro do que poderá acontecer eu mando a vida à puta que a pariu eu dispenso as lentes risco poemas que nunca serão vistos rastreio outros eu vou a um museu suplico alguém para conversar mesmo não entendendo digo volto a estudar inglês eu faço planos para os dias arrependidos eu espero a grana entrar sentado eu remendo promessas eu canto uma qualquer música qualquer com brow cae hermanos mika eu tento lembrar do sonho eu sonho e dou voltas ......................... eu vou voltar a dormir

No comments: